image popup mes do consumidor

Consulte condições.

image pop fraude
image pop octboer
Obrigado, não quero negociar

Faça sua cotação

Preencha o formulário abaixo:
imagem topo
Obrigado, não quero negociar

Solicitar agendamento

Blog

Lançamentos, reviews. tudo sobre a marca.

Fim dos carros manuais? Volkswagen foca em carros automáticos a partir de 2023

30/09/2021 EM Noticias
imagem destaque post

Não é novidade que o comportamento de compra do consumidor mudou significamente com a pandemia. Isso refletiu também no mercado de veículos que vê cada vez mais o abandono pela preferência dos carros manuais.

Notando essa mudança, a Volkswagen anunciou recentemente que vai interromper o fornecimento de carros manuais até 2030, mas a mudança começa já em 2023.

Essa virada entre carros manuais e automáticos acontece desde 2020, quando os carros automáticos representaram 50% das vendas pela primeira vez no mercado de automóveis.

Atualmente, a Volkswagen possui 65,8% de seu portfólio com carros automáticos.

Em relação ao mercado brasileiro, não há nenhuma informação que a VW irá adotar essa medida no país nos próximos anos em todos os modelos, como será no mercado Europeu. 

Contudo, a empresa já vende o T-Cross, Taos, Amarok e Nivus apenas com transmissão automática por aqui. Já os modelos de entrada como o Gol, Voyage, Fox, Polo e Virtus são oferecidos com uma versão com câmbio manual.

O primeiro carro a encarar isso é a próxima geração do Tiguan, prevista para 2023. A partir dele, os novos carros da fabricante terão apenas a opção do câmbio automático. 

De acordo com o site alemão Auto Motor Und Sport, a terceira geração do SUV será a primeira a não oferecer opção de câmbio manual, inclusive, é uma opção que nunca teve no Brasil. A nova geração do Passat e Golf, também marcada para chegar em 2023, deverá ser exclusivamente automática.  

Fim dos carros manuais: futuro do mercado europeu


A decisão da VW de abandonar a produção do câmbio manual é encorajada por uma característica do mercado europeu, em que a grande maioria dos consumidores preferem os carros automáticos por questões de comodidade.

Além disso, há o fato de que, até 2030, a fabricante alemã pretende oferecer apenas veículos elétricos na Europa. Já que os modelos com essa motorização não utilizam câmbios manuais, a descontinuação desta opção é vista como algo natural dentro da estratégia da marca. 

Fora a prioridade dada a eletrificação, a ideia da VW é reduzir os elevados custos para essa produção em específico, uma vez que eles não se traduzem em ganhos para a marca. 

Esse comportamento pode ser traduzido em números, como apresentamos no início deste texto.    

Dentro da Volkswagen do Brasil já se vê uma mudança ao câmbio automático desde a chegada do câmbio para Gol e Voyage, algo que foi visto até mesmo como uma visão de futuro da marca. 

Com os gastos gerados pelo Dieselgate e a aposta em carros elétricos, a Volkswagen quer focar apenas em carros automáticos, eliminando um custo de desenvolvimento a mais e já pensando que os elétricos só usam esse tipo de transmissão. 

Com isso, a marca vai optar pelo desenvolvimento de câmbios automáticos como o Tiptronic e o automatizado de dupla embreagem DSG. Entre 2023 a 2030, a nova geração dos carros da marca só deve ser lançada com câmbio automático, já como forma dessa mudança. 

Como dissemos, os novos Tiguan e Passat já virão com essa filosofia. Além da Volkswagen, a decisão vai alterar outras marcas do Grupo VAG como Skoda, Seat, Audi e outras. A medida deve demorar um pouco mais para ser adotada 100% em alguns mercados, como a América do Sul, por exemplo.


Carros manuais ainda são os preferidos dos brasileiros


O câmbio manual ainda faz sucesso em muitos lugares. No Brasil, por exemplo, a transmissão manual é preferida, muitas vezes, por questões de preços.

Com a alta dos preços dos carros no Brasil, os brasileiros procuram unir o conforto aos melhores preços. Assim, o câmbio manual continua “em alta”.

No entanto, ainda não sabemos se acabar com a transmissão manual é algo vantajoso para as montadoras em geral. Mesmo que o câmbio manual “sobreviva”, a eletrificação dos carros deve avançar em todo o mundo.

Os motoristas consideram o carro automático mais cômodo, e o câmbio manual oferece menos conforto ao motorista do que o câmbio automático.

Outras vantagens do câmbio automático é que o motorista não precisa se preocupar com a rotação do motor do carro. Não precisa, também, soltar a embreagem rápido, como é necessário em algumas ocasiões com um carro manual e em alguns carros também é sinônimo de economia de combustível.

Por fim, o câmbio automático faz com que seja mais prático arrancar em subidas, já que não existe o risco de o carro descer por acidente.


E você, prefere câmbio manual ou automático?